Tronos de Santo António

Santa Maria Maior

 

Durante o mês de junho, há Tronos de Santo António em exposição na freguesia – para além do maior Trono de Santo António da cidade, no coração de Lisboa. A partir desta sexta-feira, no átrio do edifício-sede da Junta, em plena Baixa, podem ser conhecidos os tronos realizados pelas crianças e seniores no âmbito da Exposição de Rua de Tronos de Santo António do Museu de Lisboa – Santo António. Participam os AAAF/CAF Castelo e Maria Barroso e o nosso Ambijovem e do lado da universidade sénior há tronos das disciplinas de Rendas & Tricô, Azulejaria & Cerâmica e Artes Plásticas.
Os Tronos de Santo António são (mesmo) uma tradição que passa de geração em geração.

 

Marcha Infantil de Santa Maria Maior

O Trono da Marcha Infantil de Santa Maria Maior foi elaborado pelos mini-marchantes em colaboração com o Ambijovem. O tema central do Trono da Marcha Infantil é “O Tejo e as Sardinhas”, tão características das Festas de Santo António. O revestimento representa o rio, como entrada para o mar e para a pesca da sardinha, assim como as redes e artes de pesca e navegação representadas. Em destaque, temos duas figuras ilustrativas da Marcha Infantil da freguesia com o arco, onde os figurinos estão representados. Por seu lado, o nome do barco faz alusão aos ensaiadores desta pequena-grande marcha. Cada sardinha foi elaborada por uma criança demonstrando a sua criatividade e amor aos bairros e à Tradição das Festas de Santo António.

 

Ambijovem

O Trono do Ambijovem Santa Maria Maior foi elaborado pela equipa de monitores e pelas nossas crianças. “O Tejo, Lisboa e Santo António” é o tema do nosso Trono. Inspirado no Sermão de Santo António aos peixes, o Trono conta com ilustrações alusivas às tradições da nossa cidade: a calçada portuguesa, o Fado, o Elétrico 28, a canastra, as sardinhas, o fogareiro, os Casamentos de Santo António, a Ponte 25 de Abril e o Castelo de São Jorge. O pano de fundo é o Rio Tejo, com todo o destaque que merece, com os peixes e um terço que representa a fé cristã. As laterais do Trono foram elaboradas totalmente pelas nossas crianças, onde cada um “construiu” um desenho alusivo às festas de Santo António, representando os azulejos característicos da nossa cidade.

 

AAAF/CAF do Castelo

O Trono de Santo António do AAAF/CAF Castelo foi feito pela equipa e crianças que frequentam este equipamento, tendo também a participação das suas famílias. Inspirado no tema da grande marcha de lisboa “O Tejo Afinal” e na cidade de Lisboa fizemos azulejos, uma fragata, manjericos, marchantes, sardinhas e uma janela com vista para o miradouro das Portas do Sol. Todos nós, crianças, adultos e famílias da cidade, tornamos Lisboa uma cidade com mais encanto! Do “nosso” Castelo, e como canta a marcha, o Tejo tem mil cores.

 

AAAF/CAF Maria Barroso

O Trono de Santo António do AAAF/CAF Maria Barroso foi elaborado pelas crianças que o frequentam e os seus monitores, com base no tema “Lisboa e o Tejo”. É inspirado no rio azul que atravessa Lisboa, rio esse que ao longo do tempo fez a cidade crescer, lado a lado com os seus bairros e suas tradições. O nosso trono, com Santo António ao alto e rio a seus pés, evoca o fado, as sardinhas, os manjericos, a calçada portuguesa e a emblemática ponte. No horizonte consegue ver-se o cacilheiro que aproxima as pessoas à dinâmica do dia-a-dia desta cidade. Este trono colorido é uma alegoria às festas e à alegria que carateriza esta época na nossa cidade – esta Lisboa.

 

Saber Maior – universidade sénior de Santa Maria Maior

. Rendas e Tricô
Numa uma homenagem ao rio Tejo, um cardume brilhante mergulha em organza azul e sablé prateado. O croché e o bordado, com uso de missangas, foram as técnicas usadas para a produção dos peixes.

 

. Azulejaria e Cerâmica
As noivas de Santo António foram a inspiração. O véu típico cobre o tapete de azulejos pintados segundo as técnicas tradicionais portuguesas, e não faltam as quadras dedicadas ao Santo Padroeiro.

 

. Artes Plásticas
No seu sermão aos peixes de Santo António, o padre António Vieira utiliza uma linguagem poética e metafórica para transmitir as suas mensagens religiosas e morais. Os peixes são uma audiência atenta e recetiva.
A turma de Artes Plásticas da Saber Maior – Universidade Sénior aceitou o repto lançado pelo Museu de Lisboa – Santo António para criar o seu trono em alusão ao famoso sermão. A inteligência artificial foi usada como ferramenta criativa para dar vida às criaturas fantásticas, ao estilo de Hieronymus Bosch. A inteligência artificial pode ser usada para gerar imagens e designs únicos, combinando elementos e características de diferentes formas. Os alunos puderam explorar novas possibilidades e criar peixes-criaturas que refletissem a estética de Bosch.
Essa abordagem inovadora e colaborativa, que une a experiência dos seniores com a tecnologia da inteligência artificial, resulta em algo de único e surpreendente.
O resultado são obras de arte que refletem a imaginação e a habilidade dos seniores, ao mesmo tempo em que exploram novas possibilidades oferecidas pela IA.

 

TRONOS DE SANTO ANTÓNIO | SANTA MARIA MAIOR
7 a 30 de junho

Átrio do edifício-sede da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior | Rua dos Fanqueiros, 170-178 (Elevador da Baixa ao Castelo)

Todos os dias da semana, 8h00 – 21h00