FÓRUM SANTA MARIA MAIOR

Ciclo de debates QUE FUTURO PARA O CENTRO HISTÓRICO?

21 de outubro a 24 de novembro de 2020

 

 

Próximo debate: GOVERNO, PARTICIPAÇÃO E ASSOCIATIVISMO
Moderação de João Seixas, com os oradores convidados: Roberto Falanga, João Ramos e João Paulo Saraiva
24 de novembro, 18h
[aceder ao debate via Zoom]     [+info]

 

 

O futuro de Santa Maria Maior

O território da freguesia de Santa Maria Maior é o território mais central da cidade-metrópole de Lisboa. Aqui se fez parte significativa da história da cidade e do país. Os seus bairros – Castelo, Sé, Alfama, Baixa, Chiado, Mouraria – transportam um longo lastro de vida quotidiana. Uma vida feita de gente dos seus bairros bem como de todas as partes do mundo, transmitindo-lhe uma cultura e identidade forte, mas também em movimento.

As mudanças que se têm sucedido por toda a cidade têm sido aqui sentidas a um ritmo particularmente intenso. Provocando efeitos e reacções consideravelmente paradoxais.

Nos tempos mais recentes, os quotidianos deste território central têm mudando de forma considerável. O Centro Histórico de Lisboa foi palco de uma profunda intervenção, sobretudo dirigida para as dinâmicas de reabilitação urbana, para um fortíssimo reforço da oferta turística, e ainda uma maior oferta cultural. Este processo possibilitou uma recuperação muito significativa de edifícios abandonados e em situação de risco, a par de um investimento no espaço público, muitas vezes de qualidade.

No entanto, esta renovação à tanto tempo merecida e esperada, deu-se em paralelo com uma deslocação de comércios, empresas e instituições para outros locais da metrópole, com o sistemático fecho de lojas e de associações históricas, e com uma perda contínua de residentes. A perda de residentes constitui não só uma realidade grave quando é feita por pressões não desejadas, mas também o empobrecimento de uma identidade e património que se pretendem vivos e não congelados no tempo.

Por sua vez, a nova crise originada pela pandemia acentua estas questões, ao fragilizar alguns impactos positivos que as mudanças suscitaram e ao agravar alguns dos impactos negativos que se sentiam.

Assim, este tempo de impasse em que hoje estamos deve ser um tempo de reflexão sobre o futuro que desejamos para este território fundamental. Do reconhecimento público das questões e dos dilemas que temos pela frente. Apostando na defesa de uma identidade cultural relevante, mas em mudança; na defesa da qualidade de vida nos habitas, da coesão social e do direito a viver em Lisboa e no seu centro; na dinamização da economia e das múltiplas atividades que aqui se podem e devem desenvolver; na aposta numa cidade viva, justa, criativa e ecológica.

Pensar o futuro, lembrando os 3 mil anos de história deste território. Pensar este espaço central, face à grande e pulsante metrópole com quase 3 milhões de habitantes. Pensar os projectos e as empresas, neste local de permanente comércio e dinamismo. Pensar as pessoas e os seus habitats, que são as que sustentam estes espaços todos os dias.

Por isso a Junta de Freguesia de Santa Maria Maior decidiu suscitar esse debate. Novas realidades exigem novas políticas, bem como uma ampla reflexão e participação. Há interesses legítimos e conflituantes entre si. Há perspetivas diferentes para o desenvolvimento futuro. Queremos debater estas perspectivas e encontrar pontes.

Propõe-se, assim, a realização de um conjunto de debates, com a coordenação global da Junta de Freguesia de Santa Maria Maior.  Estes debates serão moderados por um conjunto de reconhecidas personalidades da cidade e da Freguesia.

 

 

Ciclo de debates

 

21 de outubro

Habitação, urbanismo e imobiliário

Moderação:

Vasco Franco

Oradores confirmados:

Arq.º Bruno Soares

Pascal Gonçalves

 

27 de outubro

Economia e emprego

Moderação:

Mário Vale

Oradores confirmados:

Teresa Barata Salgueiro

Vasco de Mello

 

3 de novembro

Qualidade de vida e coesão social

Moderação:

Ana Elisa Costa Santos

Oradores convidados:

Filipa Bolotinha

Edmundo Martinho

 

10 de novembro

Cultura e identidade

Moderação:

Maria Calado

Oradores:

Ana Tostões

Vítor Costa

 

17 de novembro

Mobilidade e espaço público

Moderação:

Mário Alves

Oradores convidados:

Patrícia Melo

Catarina Raposo

 

24 de novembro

Governo, participação e associativismo

Moderação:

João Seixas

Oradores convidados:

Roberto Falanga

João Ramos

João Paulo Saraiva

 

 

Modelo de funcionamento:

  • Os debates decorrem em formato webinar através da plataforma Zoom. Os links de cada debate serão disponibilizados atempadamente;
  • Transmissão em direto no Facebook da Junta, com possibilidade de participação através de submissão de comentários no período de discussão previsto em cada debate*;
  • Envio prévio de questões, propostas e reflexões sobre cada um dos temas por submissão de formulário online disponível aqui*
[*Devido aos condicionamentos de tempo para a realização de cada debate e à soma de intervenções nas plataformas com as questões prévias, poderá não ser possível responder a todas as questões colocadas, pelo que se pede a compreensão de todos.]